quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Estamos em Gratidão


Pr Francisco Soares Lima



"Louve ao Senhor, ó minha alma, e não esqueça nenhuma das bênçãos que Ele me deu". (Salmo 103:2)

O presente tema, Estamos em Gratidão, objetiva destacar a importância e a necessidade espiritual da gratidão na nossa vida, pelo fato de que um dos mais graves problemas espirituais enfrentado pela igreja é a absoluta ausência de qualquer vestígio de gratidão a Deus. Existe um grande número de pessoas cuja a vida de oração centra-se na apresentação de pedidos, que quando são atendidos, não se fazem acompanhar da respectiva atitude de gratidão. Há muita petição, mais pouca gratidão. Portanto, vale à pena pensar neste tema com todo o interesse possível, porque esta virtude precisa ser redescoberta por muitos servos(as) de Deus.

O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE A GRATIDÃO

Nenhuma pessoa pode orgulhar-se das muitas bênçãos espirituais e materiais alcançados diáriamente, pois tudo vem de Deus (I Cr 29:11-12). Convém que evitemos o orgulho que nos leva à auto glorificação. Em Dt 8:11-20, as pessoas que estavam prestes a entrar na terra prometida,foram alertadas contra a ingratidão:
...Então tomem cuidado para não ficarem orgulhosos e esquecerem o SENHOR, nosso Deus, que os tirou do Egito, onde vocês eram escravos... (Dt 8:14 –NTLH)
Ainda que trabalhemos para conquistar nossos objetivos, sabemos que é a bênção de Deus que garante as vitórias de nossa vida.
Portanto, não pensem que foi com a sua própria força e com o seu trabalho que vocês conseguiram todas essas riquezas. Lembrem do SENHOR, nosso Deus, pois é Ele quem lhes dá força para poderem conseguir riquezas...(Dt 8:17-18 – NTLH)

GRATIDÃO É UMA EXPRESSÃO DE OBEDIÊNCIA.

O Talmude, o livro das tradições judaicas, proibia a “todo o homem desfrutar de qualquer das benesses deste mundo sem manifestar ações de graça; todo aquele que deixa de fazer assim é um transgressor". Por exemplo, os agradecimentos, durante as refeições, na sociedade judaica, eram também uma expressão de obediência a esse princípio.

Na palavra de Deus, a gratidão é ordenada? Sim! Quando meditamos em I Cr 16:8; Sl50:14, 100:4; Ef 5:20,Fp 4:6;Cl 3:15,17,4:2; I Ts 5:18, vemos que o Senhor aguarda a nossa gratidão. Contudo, o cristão agradece não porque é obrigado mas porque “Bom é render graças ao SENHOR”.(Sl 92:1)

Instruamos a nossa casa a cultivar o bom hábito espiritual de dar graças ao Senhor, que nos enriquece de benefícios. Agradeça-lhe pelo emprego, pela moradia, pela família, pelo dinheiro, pelo alimento, pela proteção, pela salvação, por tudo; pois agradecer é obedecer!

A GRATIDÃO É UMA EXPRESSÃO DE ADORAÇÃO.

Hoje, muitas famílias procedem como aqueles leprosos que foram curados pelo Senhor Jesus, mas que logo se esqueceram do favor e da graça recebidos. Poucas pessoas retornam e prostram-se com o rosto em terra, aos pés de Jesus, agradecendo-lhe, como fez o samaritano (Lc 17:16).

Jesus deixou então escapar uma queixa de seu coração:
Os homens que foram curados eram dez. Onde estão os outros nove?Por que somente este estrangeiro voltou para louvar a Deus?(Lc 17:17-18 – NTLH)
De fato, a ingratidão machuca o coração de Jesus. Que a nossa família evite o erro do rei Ezequias, que, após ser curado por Deus, ao invés de adorar ao Senhor, exaltou e adorou a si mesmo (II Cr 32:24-25). Arrependamo-nos da nossa ingratidão. (II Cr 32:26, Mt 23:12)

Com seu coração agradecido, o salmista Davi perguntou a si mesmo: Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios que me tem feito?(Sl 116:12); ao que ele próprio respondeu: Oferecer-te-ei sacrifícios de ações de graça e invocarei o nome do SENHOR. (Sl 116:17, Hb 13: 15)

A GRATIDÃO É UMA EXPRESSÃO DE CONFIANÇA.

O que se observa na Escrituras Sagradas é o esforço continuado dos servos do Senhor em avivar, na memória do povo do Senhor, os grandes feitos de Deus, a fim de que a postura de gratidão coletiva e pessoal jamais deixe de estar presente em seus corações. (Dt 4:9)

Eles sabiam que a amnésia espiritual os conduziria à preocupação,a murmuração e à incredulidade. Afirma-se com razão, que a gratidão é a memória do coração.

De um ponto de vista psicológico,quando uma família agradece ao Senhor pelas bênçãos,a sua expectativa e sua confiança são renovadas e fortalecidas. A gratidão é emocionalmente necessária, pois neutralizam as dúvidas e os temores, está certo o poeta que compôs o hino 261 do nosso hinário
Tens acaso mágoas, triste é teu lidar? / É a cruz pesada que tens de levar / Conta as muitas bênçãos, não duvidarás, / E em canção alegre os dias passarás.
A gratidão faz bem ao coração! A gratidão faz bem à fé!

O desenvolvimento normal da gratidão é o louvor. Como povo redimido chamado das trevas, devemos proclamar louvores ao grande pai das luzes, o criador e mantenedor das nossas vidas. Honremos a Deus com uma vida de reconhecimento e agradecimento por seus benefícios; e que essa atitude de gratidão não esteja presente apenas nos cultos oficiais da igreja, mais que seja vivida no dia-a-dia da nossa família:
Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo. (I Co 15:57)



Autor: Pr. Francisco Soares Lima www.iapropiedade.com.br

Fontes: Bíblia de Estudo e Lições Bíblicas da Igreja Adventista da Promessa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário